Em fase difícil, Jonas se inspirou em Chocolate com Pimenta para enfrentar e superar as dificuldades

Anúncios

O ano de 2003 começou muito difícil para o, hoje confeiteiro, Jonas Ximenes. Na época, aos 13 anos de idade, ele tinha acabado de perder uma pessoa muito importante e quando ficou sabendo que Mariana Ximenes – de quem é fã desde 1999 – seria a protagonista de “Chocolate com Pimenta”, a notícia foi motivo de felicidade.

Super fã, ele guarda com carinho todos os presentes que já recebeu da própria atriz. (Foto: Arquivo Pessoal)

Em depoimento, Jonas conta que a novela não lhe marcou só por Mariana estar no elenco, mas pela história da personagem. “Aninha era muito humilhada pelo seu jeito de ser, de viver e até de se vestir, me identificava muito com o que ela passava. Eu era um menino de 13 anos sofrendo os piores xingamentos e humilhações na escola e na vizinhança por causa da minha orientação sexual. Doía muito, ainda mais quando essas coisas vinham de pessoas que eu gostava e confiava. Todos os dias contava as horas pra chegar às 18h e assistir ‘Chocolate’. Me sentia em paz, feliz e esquecia dos problemas”, desabafa.

Anúncios
Anúncios

De fato, a história lembra muito a trajetória inicial de Aninha Francisca. O menino se reconhecia na novela das seis de Walcyr Carrasco que estreou em 8 de setembro daquele ano. A leveza do folhetim e as lições das derrotas e vitórias sofridas por Ana Francisca motivavam Jonas a superar as adversidades. “Muita gente fala que novela é besteira, só ilusão, coisa inventada, mas pra mim não. Pra mim tem uma verdade, tem um ensinamento”, reflete.

Uma frase que me marcou muito na novela foi quando o Meninão disse para a Aninha: “Tem sempre uma coisa boa pra acontecer na vida da gente”. Trago essa mensagem até hoje no coração.

A grande inspiração da vida de Jonas, hoje com 30 anos, veio justamente da novela. Ele já gostava de fazer bolos com a avó desde os 8 anos de idade e impulsionado pela trajetória de Ana Francisca, entrou de vez para o mundo da confeitaria. “Uma das minhas fases preferidas da trama é quando a Aninha, infelizmente, perde tudo e volta para o sítio. E lá, em meio às dificuldades, ela decide fazer bolos e bombons para vender. Mesmo com medo, achando que não ia conseguir e pensando em desistir, ela seguiu em frente”, relembra. 

Anúncios

Simultaneamente à personagem, na reta final do folhetim, Jonas passou por uma experiência parecida em casa: seu pai adoeceu e ficou desempregado. Só a madrasta trabalhava e as dificuldades da família eram grandes. “Então pedi ajuda pra uma pessoa especial e comecei fazer bolos de pote e bolos caseiros. Saía vendendo na vizinhança, na escola, na igreja pra ajudar em casa até meu pai se recuperar”.   

Grato a Deus e à novela, hoje o confeiteiro está “super bem e feliz”. Sempre relembrando frases inspiradoras de “Chocolate com Pimenta”, Jonas encerra o depoimento à Revista Folhetim com uma mensagem para quem precisa de esperança: “E realmente, como o Meninão falou, coisas boas acontecem na vida da gente, mesmo que demore um pouquinho. Só temos que acreditar, esperar e não desistir. Até mesmo as pessoas que não gostavam de mim na época, hoje são clientes fiéis dos meus bolos. Tem até uma que fala: “Eu ainda não gosto de você, mas gosto do seu bolo”. 

Anúncios

Abaixo, um pouco do trabalho de Jonas com os doces:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s